3.0 - Guia de migração

Esta página resume as alterações do CakePHP 2.x e irá auxiliar na migração do seu projeto para a versão 3.0, e também será uma referência para atualizá-lo quanto às principais mudanças do branch 2.x. Certifique-se de ler também as outras páginas nesse guia para conhecer todas as novas funcionalidades e mudanças na API.

Requerimentos

  • O CakePHP 3.x suporta o PHP 5.4.16 e acima.
  • O CakePHP 3.x precisa da extensão mbstring.
  • O CakePHP 3.x precisa da extensão intl.

Aviso

O CakePHP 3.0 não irá funcionar se você não atender aos requisitos acima.

Ferramenta de atualização

Enquanto este documento cobre todas as alterações e melhorias feitas no CakePHP 3.0, nós também criamos uma aplicação de console para ajudar você a completar mais facilmente algumas das alterações mecânicas que consomem tempo. Você pode pegar a ferramenta de atualização no GitHub.

Layout do diretório da aplicação

O Layout do diretório da aplicação mudou e agora segue o PSR-4. Você deve usar o projeto do esqueleto da aplicação como um ponto de referência quando atualizar sua aplicação.

O CakePHP deve ser instalado via Composer

Como o CakePHP não pode mais ser instalado facilmente via PEAR, ou em um diretório compartilhado, essas opções não são mais suportadas. Ao invés disso, você deve usar o Composer para instalar o CakePHP em sua aplicação.

Namespaces

Todas as classes do core do CakePHP agora usam namespaces e seguem as especificações de autoload (auto-carregamento) do PSR-4. Por exemplo src/Cache/Cache.php tem o namespace Cake\Cache\Cache. Constantes globais e métodos de helpers como __() e debug() não usam namespaces por questões de conveniência.

Constantes removidas

As seguintes constantes obsoletas foram removidas:

  • IMAGES
  • CSS
  • JS
  • IMAGES_URL
  • JS_URL
  • CSS_URL
  • DEFAULT_LANGUAGE

Configuração

As configurações no CakePHP 3.0 estão significativamente diferentes que nas versões anteriores. Você deve ler a documentação Configuração para ver como a configuração é feita.

Você não pode mais usar o App::build() para configurar caminhos adicionais de classes. Ao invés disso, você deve mapear caminhos adicionais usando o autoloader da sua aplicação. Veja a seção Caminhos de Classes Adicionais para mais informações.

Três novas variáveis de configuração fornecem o caminho de configuração para plugins, views e arquivos de localização. Você pode adicionar vários caminhos em App.paths.templates, App.paths.plugins, App.paths.locales para configurar múltiplos caminhos para templates, plugins e arquivos de localização respectivamente.

A chave de configuração www_root mudou para wwwRoot devido a consistência. Por favor, ajuste seu arquivo de configuração app.php assim como qualquer uso de Configure::read('App.wwwRoot').

Novo ORM

O CakePHP 3.0 possui um novo ORM que foi refeito do zero. O novo ORM é significativamente diferente e incompatível com o anterior. Migrar para o novo ORM necessita de alterações extensas em qualquer aplicação que esteja sendo atualizada. Veja a nova documentação Models (Modelos) para informações de como usar o novo ORM.

Básico

  • O LogError() foi removido, ele não tinha vantagens e era raramente ou mesmo, nunca usado.
  • As seguintes funções globais foram removidas: config(), cache(), clearCache(), convertSlashes(), am(), fileExistsInPath(), sortByKey().

Debug

  • A função Configure::write('debug', $bool) não suporta mais 0/1/2. Um boleano simples é usado para mudar o modo de debug para ligado ou desligado.

Especificações/Configurações de objetos

  • Os objetos usados no CakePHP agora tem um sistema consistente de armazenamento/recuperação de configuração-de-instância. Os códigos que anteriormente acessavam, por exemplo $object->settings, devem ser atualizados para usar $object->config() alternativamente.

Cache

  • Memcache foi removido, use Cake\Cache\Cache\Engine\Memcached alternativamente.
  • Cache engines são carregados sob demanda no primeiro uso.
  • Cake\Cache\Cache::engine() foi adicionado.
  • Cake\Cache\Cache::enabled() foi adicionado. Substituindo a opção de configuração Cache.disable.
  • Cake\Cache\Cache::enable() foi adicionado.
  • Cake\Cache\Cache::disable() foi adicionado.
  • Configuração de cache agora é imutável. Se você precisa alterar a configuração, será necessário desfazer-se da configuração e recriá-la. Isso previne problemas de sincronização com as opções de configuração.
  • Cache::set() foi removido. É recomendado criar múltiplas configurações de cache para substituir ajustes de configuração em tempo de execução anteriormente possíveis com Cache::set().
  • Todas as subclasses CacheEngine agora implementam um método config().
  • Cake\Cache\Cache::readMany(), Cake\Cache\Cache::deleteMany(), e Cake\Cache\Cache::writeMany() foram adicionados.

Todos os métodos Cake\Cache\Cache\CacheEngine agora são responsáveis por manipular o prefixo chave configurado. O Cake\Cache\CacheEngine::write() não mais permite definir a duração na escrita, a duração é captada pela configuração de tempo de execução do mecanismo de cache. Chamar um método cache com uma chuva vazia irá lançar uma InvalidArgumentException ao invés de retornar false.

Core

App

  • App::pluginPath() foi removido. Use CakePlugin::path() alternativamente.
  • App::build() foi removido.
  • App::location() foi removido.
  • App::paths() foi removido.
  • App::load() foi removido.
  • App::objects() foi removido.
  • App::RESET foi removido.
  • App::APPEND foi removido.
  • App::PREPEND foi removido.
  • App::REGISTER foi removido.

Plugin

  • O Cake\Core\Plugin::load() não configura a carga automática a menos que você defina a opção autoload como true.
  • Quanto estiver carregando plugins você não pode mais fornecer um callable.
  • Quanto estiver carregando plugins você não pode mais fornecer um array de arquivos de configuração para carregar.

Configure

  • O Cake\Configure\PhpReader foi renomeado para Cake\Core\Configure\EnginePhpConfig
  • O Cake\Configure\IniReader foi renomeado para Cake\Core\Configure\EngineIniConfig
  • O Cake\Configure\ConfigReaderInterface foi renomeado para Cake\Core\Configure\ConfigEngineInterface
  • O Cake\Core\Configure::consume() foi adicionado.
  • O Cake\Core\Configure::load() agora espera o nome de arquivo sem o sufixo de extensão como isso pode ser derivado do mecanismo. Ex.: para usar o PhpConfig use app para carregar app.php.
  • Definir uma variável $config no arquivo PHP config está obsoleto. Cake\Core\Configure\EnginePhpConfig agora espera que o arquivo de configuração retorne um array.
  • Um novo mecanismo de configuração Cake\Core\Configure\EngineJsonConfig foi adicionado.

Object

A classe Object foi removida. Ela anteriormente continha um monte de métodos que eram utilizados em vários locais no framework. O mais útil destes métodos foi extraido como um trait. Você pode usar o Cake\Log\LogTrait para acessar o método log(). O Cake\Routing\RequestActionTrait fornece o método requestAction().

Console

O executável cake foi movido do diretório app/Console para o diretório bin dentro do esqueleto da aplicação. Você pode agora invocar o console do CakePHP com bin/cake.

TaskCollection Substituído

Essa classe foi renomeada para Cake\Console\TaskRegistry. Veja a seção em Objetos de Registro para mais informações sobre funcionalidades fornecidas pela nova classe. Você pode usar o cake upgrade rename_collections para ajuda ao atualizar seu código. Tarefas não tem mais acesso a callbacks, como nunca houve nenhum callback para se usar.

Shell

  • O Shell::__construct() foi alterado. Ele agora usa uma instância de Cake\Console\ConsoleIo.
  • O Shell::param() foi adicionado como um acesso conveniente aos parâmetros.

Adicionalmente todos os métodos shell serão transformados em camel case quando invocados. Por exemplo, se você tem um método hello_world() dentro de um shell e chama ele com bin/cake my_shell hello_world, você terá que renomear o método para helloWorld. Não há necessidade de mudanças no modo que você chama os métodos/comandos.

ConsoleOptionParser

  • O ConsoleOptionParser::merge() foi adicionado para mesclar os parsers.

ConsoleInputArgument

  • O ConsoleInputArgument::isEqualTo() foi adicionado para comparar dois argumentos.

Shell / Tarefa

Os Shells e Tarefas foram movidas de Console/Command e Console/Command/Task para Shell e Shell/Task, respectivamente.

ApiShell Removido

O ApiShell foi removido pois ele não fornecia nenhum beneficio além do próprio arquivo fonte e da documentação/API online.

SchemaShell Removido

O SchemaShell foi removido como ele nunca foi uma implementação completa de migração de banco de dados e surgiram ferramentas melhores como o Phinx. Ele foi substituído pelo CakePHP Migrations Plugin que funciona como um empacotamento entre o CakePHP e o Phinx.

ExtractTask

  • O bin/cake i18n extract não inclui mais mensagens de validação sem tradução. Se você quiser mensagens de validação traduzidas você deve encapsula-las com chamadas __() como qualquer outro conteúdo.

BakeShell / TemplateTask

  • O Bake não faz mais parte do fonte do núcleo e é suplantado pelo CakePHP Bake Plugin
  • Os templates do Bake foram movidos para src/Template/Bake.
  • A sintaxe dos templates do Bake agora usam tags estilo erb (<% %>) para denotar lógica de template, permitindo código php ser tratado como texto plano.
  • O comando bake view foi renomeado para bake template.

Eventos

O método getEventManager(), foi removido de todos os objetos que continham. Um método eventManager() é agora fornecido pelo EventManagerTrait. O EventManagerTrait contém a lógica de instanciação e manutenção de uma referência para um gerenciador local de eventos.

O subsistema Event teve um monte de funcionalidades opcionais removidas. Quando despachar eventos você não poderá mais usar as seguintes opções:

  • passParams Essa opção está agora ativada sempre implicitamente. Você não pode desliga-la.
  • break Essa opção foi removida. Você deve agora parar os eventos.
  • breakOn Essa opção foi removida. Você deve agora parar os eventos.

Log

  • As configurações do Log agora não imutáveis. Se você precisa alterar a configuração você deve primeiro derrubar a configuração e então recria-la. Isso previne problemas de sincronização com opções de configuração.
  • Os mecanismos de Log agora são carregados tardiamente após a primeira escrita nos logs.
  • O Cake\Log\Log::engine() foi adicionado.
  • Os seguintes métodos foram removidos de Cake\Log\Log :: defaultLevels(), enabled(), enable(), disable().
  • Você não pode mais criar níveis personalizados usando Log::levels().
  • Quando configurar os loggers você deve usar 'levels' ao invés de 'types'.
  • Você não pode mais especificar níveis personalizados de log. Você deve usar o conjunto padrão de níveis de log. Você deve usar escopos de log para criar arquivos de log personalizados ou manipulações específicas para diferentes seções de sua aplicação. Usando um nível de log não padrão irá lançar uma exceção.
  • O Cake\Log\LogTrait foi adicionado. Você pode usar este trait em suas classes para adicionar o método log().
  • O escopo de log passado para Cake\Log\Log::write() é agora encaminhado para o método write() dos mecanismos de log de maneira a fornecer um melhor contexto para os mecanismos.
  • Os mecanismos de Log agora são necessários para implementar Psr\Log\LogInterface invés do próprio LogInterface do Cake. Em geral, se você herdou o Cake\Log\Engine\BaseEngine você só precisa renomear o método write() para log().
  • O Cake\Log\Engine\FileLog agora grava arquivos em ROOT/logs no lugar de ROOT/tmp/logs.

Roteamento

Parâmetros Nomeados

Os parâmetros nomeados foram removidos no 3.0. Os parâmetros nomeados foram adicionados no 1.2.0 como uma versão ‘bonita’ de parâmetros de requisição. Enquanto o benefício visual é discutível, os problemas criados pelos parâmetros nomeados não são.

Os parâmetros nomeados necessitam manipulação especial no CakePHP assim como em qualquer biblioteca PHP ou JavaScript que necessite interagir com eles, os parâmetros nomeados não são implementados ou entendidos por qualquer biblioteca exceto o CakePHP. A complexidade adicionada e o código necessário para dar suporte aos parâmetros nomeados não justificam a sua existência, e eles foram removidos. No lugar deles, você deve agora usar o padrão de parâmetros de requisição (querystring) ou argumentos passados configurados nas rotas. Por padrão o Router irá tratar qualquer parâmetro adicional ao Router::url() como argumentos de requisição.

Como muitas aplicações ainda precisarão analisar URLs contendo parâmetros nomeados, o Cake\Routing\Router::parseNamedParams() foi adicionado para permitir compatibilidade com URLs existentes.

RequestActionTrait

  • O Cake\Routing\RequestActionTrait::requestAction() teve algumas de suas opções extras alteradas:
    • o options[url] é agora options[query].
    • o options[data] é agora options[post].
    • os parâmetros nomeados não são mais suportados.

Roteador

  • Os parâmetros nomeados foram removidos, veja acima para mais informações.
  • A opção full_base foi substituída com a opção _full.
  • A opção ext foi substituída com a opção _ext.
  • As opções _scheme, _port, _host, _base, _full, _ext foram adicionadas.
  • As URLs em strings não são mais modificados pela adição de plugin/controller/nomes de prefixo.
  • A manipulação da rota padrão de fallback foi removida. Se nenhuma rota combinar com o conjunto de parâmetros, o / será retornado.
  • As classes de rota são responsáveis por toda geração de URLs incluindo parâmetros de requisição (query string). Isso faz com que as rotas sejam muito mais poderosas e flexíveis.
  • Parâmetros persistentes foram removidos. Eles foram substituídos pelo Cake\Routing\Router::urlFilter() que permite um jeito mais flexível para mudar URLs sendo roteadas reversamente.
  • O Router::parseExtensions() foi removido. Use o Cake\Routing\Router::extensions() no lugar. Esse método deve ser chamado antes das rotas serem conectadas. Ele não irá modificar rotas existentes.
  • O Router::setExtensions() foi removido. Use o Cake\Routing\Router::extensions() no lugar.
  • O Router::resourceMap() foi removido.
  • A opção [method] foi renomeada para _method.
  • A habilidade de combinar cabeçalhos arbitrários com parâmetros no estilo [] foi removida. Se você precisar combinar/analisar em condições arbitrárias considere usar classes personalizadas de roteamento.
  • O Router::promote() foi removido.
  • O Router::parse() irá agora lançar uma exceção quando uma URL não puder ser atendida por nenhuma rota.
  • O Router::url() agora irá lançar uma exceção quando nenhuma rota combinar com um conjunto de parâmetros.
  • Os escopos de rotas foram adicionados. Escopos de rotas permitem você manter seu arquivo de rotas limpo e dar dicas de rotas em como otimizar análise e reversão de rotas de URL.

Route

  • O CakeRoute foi renomeado para Route.
  • A assinatura de match() mudou para match($url, $context = []). Veja Cake\Routing\Route::match() para mais informações sobre a nova assinatura.

Configuração de Filtros do Despachante Mudaram

Os filtros do despachante não são mais adicionados em sua aplicação usando o Configure. Você deve agora anexa-los com Cake\Routing\DispatcherFactory. Isso significa que sua aplicação usava Dispatcher.filters, você deve usar agora o método Cake\Routing\DispatcherFactory::add().

Além das mudanças de configuração, os filtros do despachante tiveram algumas convenções atualizadas e novas funcionalidades. Veja a documentação em Filtros do Dispatcher para mais informações.

FilterAssetFilter

  • Os itens de plugins e temas manipulados pelo AssetFilter não são mais lidos via include, ao invés disso eles são tratados como arquivos de texto plano. Isso corrige um número de problemas com bibliotecas javascript como TinyMCE e ambientes com short_tags ativadas.
  • O suporte para a configuração Asset.filter e ganchos foram removidos. Essa funcionalidade pode ser facilmente substituída com um plugin ou filtro de despachante.

Rede

Requisição

  • O CakeRequest foi renomeada para Cake\Network\Request.
  • O Cake\Network\Request::port() foi adicionado.
  • O Cake\Network\Request::scheme() foi adicionado.
  • O Cake\Network\Request::cookie() foi adicionado.
  • O Cake\Network\Request::$trustProxy foi adicionado. Isso torna mais fácil colocar aplicações CakePHP atrás de balanceadores de carga.
  • O Cake\Network\Request::$data não é mais mesclado com a chave de dados prefixada, pois esse prefixo foi removido.
  • O Cake\Network\Request::env() foi adicionado.
  • O Cake\Network\Request::acceptLanguage() mudou de um método estático para não-estático.
  • O detector de requisição para dispositivos móveis foi removido do núcleo. Agora o app template adiciona detectores para dispositivos móveis usando a biblioteca MobileDetect.
  • O método onlyAllow() foi renomeado para allowMethod() e não aceita mais “argumentos var”. Todos os nomes de métodos precisam ser passados como primeiro argumento, seja como string ou como array de strings.

Resposta

  • O mapeamento do mimetype text/plain para extensão csv foi removido. Como consequência o Cake\Controller\Component\RequestHandlerComponent não define a extensão para csv se o cabeçalho Accept tiver o mimetype text/plain que era um problema comum quando recebia uma requisição XHR do jQuery.

Sessões

A classe de sessão não é mais estática, agora a sessão (session) pode ser acessada através do objeto de requisição (request). Veja a documentação em Sessions para ver como usar o objeto de sessão.

  • O Cake\Network\Session e classes de sessão relacionadas foram movidas para o namespace Cake\Network.
  • O SessionHandlerInterface foi removido em favor ao fornecido pelo próprio PHP.
  • A propriedade Session::$requestCountdown foi removida.
  • O funcionalidade de sessão checkAgent foi removida. Ela causava um monte de bugs quando quadros do chrome e o flash player estavam envolvidos.
  • A convenção de nome para a tabela de sessão no banco de dados agora é sessions ao invés de cake_sessions.
  • O cookie de tempo limite da sessão é atualizado automaticamente em conjunto com o tempo limite dos dados de sessão.
  • O caminho padrão para o cookie de sessão agora é o caminho base da aplicação, ao invés de “/”. Além disso, uma nova variável de configuração Session.cookiePath foi adicionada para facilitar a personalização do caminho para os cookies.
  • Um novo método conveniente Cake\Network\Session::consume() foi adicionado para permitir a leitura e exclusão de dados de sessão em um único passo.
  • O valor padrão do argumento $renew de Cake\Network\Session::clear() mudou de true para false.

Network\Http

  • O HttpSocket agora é Cake\Network\Http\Client.
  • O HttpClient foi reescrito do zero. Ele tem uma API mais simples/fácil de usar, suporta novos sistemas de autenticação como OAuth, e uploads de arquivos. Ele usa as API de stream do PHP de modo que não há requerimentp para o cURL. Veja a documentação Http Client para mais informações.

Network\Email

  • O Cake\Network\Email\Email::config() agora é usado para definir perfis de configuração. Isso substitui as classes EmailConfig nas versões anteriores.
  • O Cake\Network\Email\Email::profile() substitui o config() como modo de modificar opções de configuração por instância.
  • O Cake\Network\Email\Email::drop() foi adicionado para permitir a remoção de configurações de email.
  • O Cake\Network\Email\Email::configTransport() foi adicionado para permitir a definição de configurações de transporte. Essa mudança retira as opções de transporte dos perfis de entrega e permite a você reusar facilmente os transportes através de perfis de e-mails.
  • O Cake\Network\Email\Email::dropTransport() foi adicionado para permitir a remoção de configurações de transporte.

Controller

Controller

  • As propriedades $helpers e $components agora estão mescladas com todas classes pai, não apenas a AppController e o plugin de AppController. As propriedades são mescladas de modo diferente agora também. No lugar de todas as configurações em todas as classes serem mescladas juntas, as configurações definidas nas classes filho serão usadas. Isso quer dizer que se você tem alguma configurações definida no seu AppController, e alguma configuração definida em uma a subclasse, apenas a configuração na subclasse será usada.
  • O Controller::httpCodes() foi removido, use o Cake\Network\Response::httpCodes() no lugar.
  • O Controller::disableCache() foi removido, use o Cake\Network\Response::disableCache() no lugar.
  • O Controller::flash() foi removido. Esse método era raramente usado em aplicações reais e não tinha mais propósito algum.
  • O Controller::validate() e Controller::validationErrors() foram removidos. Eles eram restos dos dias do 1.x onde as preocupações com os models + controllers eram muito mais entrelaçados.
  • O Controller::loadModel() agora carrega uma tabela de objetos.
  • A propriedade Controller::$scaffold foi removida. O scaffolding dinâmico foi removido do núcleo do CakePHP. Um plugin de scaffolding melhorado, chamado CRUD, pode ser encontrado em: https://github.com/FriendsOfCake/crud
  • A propriedade Controller::$ext foi removida. Você deve agora estender e sobrescrever a propriedade View::$_ext se você deseja usar uma extensão de arquivo de visão não padrão.
  • A propriedade Controller::$methods foi removida. Você deve usar o Controller::isAction() para determinar quando ou não um nome de método é uma ação. Essa mudança foi feita para permitir personalizações mais fáceis do que vai contar ou não como uma ação.
  • A propriedade Controller::$Components foi removida e substituída pelo _components. Se você precisar carregar componentes em tempo de execução você deve usar o $this->loadComponent() em seu controller.
  • A assinatura do Cake\Controller\Controller::redirect() mudou para Controller::redirect(string|array $url, int $status = null). O terceiro argumento $exit foi removido. O método não pode mais enviar resposta e sair do script, no lugar ele retorna uma instância de Response com os cabeçalhos apropriados definidos.
  • As propriedades mágicas base, webroot, here, data, action, e params foram removidas. Você deve acessar todas essas propriedades em $this->request no lugar.
  • Métodos de controlar prefixados com sublinhado como _someMethod() não são mais tratados como métodos privados. Use as palavras chaves de visibilidade apropriadas no lugar. Somente métodos públicos podem ser usados como ação de controllers.

Scaffold Removido

O scaffolding dinâmico no CakePHP foi removido do núcleo do CakePHP. Ele não era usado com frequência, e não era voltado para uso em produção. Um plugin melhorado de scaffolding, chamado CRUD, pode ser encontrado em: https://github.com/FriendsOfCake/crud

ComponentCollection Substituído

Essa classe foi renomeada para Cake\Controller\ComponentRegistry. Veja a seção em Objetos de Registro para mais informações sobre as funcionalidades fornecidas pela nova classe. Você pode usar o cake upgrade rename_collections para ajudar você a atualizar o seu código.

Components

  • A propriedade _Collection é agora _registry. Ela contém uma instância do Cake\Controller\ComponentRegistry agora.
  • Todos components devem agora usar o método config() para obter/definir configurações.
  • A configuração padrão para components deve ser definido na propriedade $_defaultConfig. Essa propriedade é automaticamente mesclada com qualquer configuração fornecida pelo construtor.
  • Opções de configuração não são mais definidas como propriedades públicas.
  • O método Component::initialize() não é mais um event listener (ouvinte de eventos). Ao invés disso, ele é um gancho pós-construtor como o Table::initialize() e Controller::initialize(). O novo método Component::beforeFilter() é ligado ao mesmo evento que o Component::initialize() costumava ser. O método de inicialização deve ter a seguinte assinatura initialize(array $config).

Controller\Components

CookieComponent

  • Ele usa o Cake\Network\Request::cookie() para ler os dados de cookies, isso facilita os testes, e permite o ControllerTestCase definir os cookies.
  • Os Cookies encriptados pelas versões anteriores do CakePHP usando o método cipher(), agora não podem ser lidos, pois o Security::cipher() foi removido. Você precisará reencriptar os cookies com o método rijndael() ou aes() antes de atualizar.
  • O CookieComponent::type() foi removido e substituído com dados de configuração acessados através de config().
  • O write() não aceita mais os parâmetros encryption ou expires. Os dois agora são gerenciados através de dados de configuração. Veja CookieComponent para mais informações.
  • O caminho padrão para os cookies agora é o caminho base da aplicação, ao invés de “/”.

AuthComponent

  • O Default é agora o hasher de senhas padrão usado pelas classes de autenticação. Ele usa exclusivamente o algoritmo de hash bcrypt. Se você desejar continuar usando o hash SHA1 usado no 2.x, use 'passwordHasher' => 'Weak' nas configurações de seu autenticador.
  • O novo FallbackPasswordHasher foi adicionado para ajudar os usuários migrar senhas antigas de um algoritmo para o outro. Veja a documentação do AuthComponent para mais informações.
  • A classe BlowfishAuthenticate foi removida. Apenas use FormAuthenticate.
  • A classe BlowfishPasswordHasher foi removida. Use o DefaultPasswordHasher no lugar.
  • O método loggedIn() foi removido. Use o user() no lugar.
  • As opções de configuração não são mais definidas como propriedades públicas.
  • Os métodos allow() e deny() não aceitam mais “var args”. Todos os nomes de métodos precisam ser passados como primeiro argumento, seja como string ou array de strings.
  • O método login() foi removido e substituído por setUser(). Para logar um usuário agora você deve chamar identify() que retorna as informações do usuário caso identificado com sucesso e então usar setUser() para salvar as informações na sessão de maneira persistente entre as requisições.
  • O BaseAuthenticate::_password() foi removido. Use a classe PasswordHasher no lugar.
  • O BaseAuthenticate::logout() foi removido.
  • O AuthComponent agora dispara dois eventos Auth.afterIdentify e Auth.logout após um usuário ser identificado e antes de um usuário ser deslogado respectivamente. Você pode definir funções de callback para esses eventos retornando um array mapeado no método implementedEvents() de sua classe de autenticação.

Classes relacionadas a ACL foram movidas para um plugin separado. Hashers de senha, fornecedores de Autenticação e Autorização foram movidos para o namespace \Cake\Auth. Você DEVE mover seus fornecedores e hashers para o namespace App\Auth também.

RequestHandlerComponent

  • Os seguintes métodos foram removidos do componente RequestHandler: isAjax(), isFlash(), isSSL(), isPut(), isPost(), isGet(), isDelete(). Use o método Cake\Network\Request::is() no lugar com o argumento relevante.
  • O RequestHandler::setContent() foi removido, use Cake\Network\Response::type() no lugar.
  • O RequestHandler::getReferer() foi removido, use Cake\Network\Request::referer() no lugar.
  • O RequestHandler::getClientIP() foi removido, use Cake\Network\Request::clientIp() no lugar.
  • O RequestHandler::getAjaxVersion() foi removido.
  • O RequestHandler::mapType() foi removido, use Cake\Network\Response::mapType() no lugar.
  • As opções de configuração não são mais definidas como propriedades públicas.

SecurityComponent

  • Os seguintes métodos e as propriedades relacionadas foram removidas do componente Security: requirePost(), requireGet(), requirePut(), requireDelete(). Use o Cake\Network\Request::allowMethod() no lugar.
  • SecurityComponent::$disabledFields() foi removido, use o SecurityComponent::$unlockedFields().
  • As funções relacionadas ao CSRF no SecurityComponent foram extraídas e movidas em separado no CsrfComponent. Isso permite que você use a proteção CSRF facilmente sem ter que usar prevenção de adulteração de formulários.
  • As opções de configuração não são mais definidas como propriedades públicas.
  • Os métodos requireAuth() e requireSecure() não aceitam mais “var args”. Todos os nomes de métodos precisam ser passados como primeiro argumento, seja como string ou array de strings.

SessionComponent

  • O SessionComponent::setFlash() está obsoleto. Você deve usar o Flash no lugar.

Error

ExceptionRenderers personalizados agora espera-se que retornem ou um objeto Cake\Network\Response ou uma string quando renderizando erros. Isso significa que qualquer método que manipule exceções específicas devem retornar uma resposta ou valor de string.

Model

A camada de model do 2.x foi completamente reescrita e substituída. Você deve revisar o Guia de atualização para o novo ORM para saber como usar o novo ORM.

  • A classe Model foi removida.
  • A classe BehaviorCollection foi removida.
  • A classe DboSource foi removida.
  • A classe Datasource foi removida.
  • As várias classes de fonte de dados foram removidas.

ConnectionManager

  • O ConnectionManager (gerenciador de conexão) foi movido para o namespace Cake\Datasource.
  • O ConnectionManager teve os seguintes métodos removidos:
    • sourceList
    • getSourceName
    • loadDataSource
    • enumConnectionObjects
  • O Database\ConnectionManager::config() foi adicionado e é agora o único jeito de configurar conexões.
  • O Database\ConnectionManager::get() foi adicionado. Ele substitui o getDataSource().
  • O Database\ConnectionManager::configured() foi adicionado. Ele junto com config() substitui o sourceList() e enumConnectionObjects() com uma API mais padrão e consistente.
  • O ConnectionManager::create() foi removido. Ele pode ser substituído por config($name, $config) e get($name).

Behaviors

  • Os métodos de comportamentos (behaviors) prefixados com sublinhado como _someMethod() não são mais tratados como métodos privados. Use as palavras chaves de visibilidade.

TreeBehavior

O TreeBehavior foi completamente reescrito para usar o novo ORM. Embora ele funcione do mesmo modo que no 2.x, alguns métodos foram renomeados ou removidos:

  • TreeBehavior::children() é agora uma busca personalizada find('children').
  • TreeBehavior::generateTreeList() é agora uma busca personalizada find('treeList').
  • TreeBehavior::getParentNode() foi removido.
  • TreeBehavior::getPath() é agora uma busca personalizada find('path').
  • TreeBehavior::reorder() foi removido.
  • TreeBehavior::verify() foi removido.

Suíte de Testes

Casos de Teste

  • O _normalizePath() foi adicionado para permitir testes de comparação de caminhos para executar em todos os sistemas operacionais, independente de sua configuração (\ no Windows vs / no UNIX, por exemplo).

Os seguintes métodos de asserção foram removidos já que eles estavam há muito obsoletos e foram substituídos pelo seu equivalente no PHPUnit:

  • assertEqual() é substituído por assertEquals()
  • assertNotEqual() é substituído por assertNotEquals()
  • assertIdentical() é substituído por assertSame()
  • assertNotIdentical() é substituído por assertNotSame()
  • assertPattern() é substituído por assertRegExp()
  • assertNoPattern() é substituído por assertNotRegExp()
  • assertReference() é substituído por assertSame()
  • assertIsA() é substituído por assertInstanceOf()

Note que alguns métodos tiveram a ordem dos argumentos trocada, ex. assertEqual($is, $expected) deve ser agora assertEquals($expected, $is).

Os seguintes métodos de asserção estão obsoletos e serão removidos no futuro:

  • assertWithinMargin() é substituído por assertWithinRange()
  • assertTags() é substituído por assertHtml()

Em ambas as substituições dos métodos também mudaram a ordem dos argumentos para manter a consistência na API com $expected como primeiro argumento.

Os seguintes métodos de asserção foram adicionados:

  • assertNotWithinRange() em contrapartida ao assertWithinRange()

View

Temas são agora Plugins Básicos

Ter os temas e plugins de modo a criar components modulares da aplicação se provou limitado e confuso. No CakePHP 3.0, temas não residem mais dentro da aplicação. Ao invés disso, eles são plugins independentes. Isso resolveu alguns problemas com temas:

  • Você não podia colocar temas nos plugins.
  • Temas não podiam fornecer helpers (helpers), ou classes de visão personalizadas.

Esses dois problemas foram resolvidos ao converter os temas em plugins.

Pasta das views renomeada

As pastas contendo os arquivos de views agora ficam em src/Template no lugar de src/View. Isso foi feito para separar os arquivos de visão dos arquivos contendo classes php. (ex. helpers, Classes de visão).

As seguintes pastas de Visão foram renomeadas para evitar colisão de nomes com nomes de controllers:

  • Layouts agora é Layout
  • Elements agora é Element
  • Errors agora é Error
  • Emails agora é Email (o mesmo para Email dentro de Layout)

Coleção de Helpers Substituída

Essa classe foi renomeada para Cake\View\HelperRegistry. Veja a seção em Objetos de Registro para mais informações sobre as funcionalidades fornecidas pela nova classe. Você pode usar o cake upgrade rename_collections para ajudar você a atualizar seu código.

Classe View

  • A chave plugin foi removida do argumento $options de Cake\View\View::element(). Especifique o nome do elemento como AlgumPlugin.nome_do_elemento no lugar.
  • O View::getVar() foi removido, use o Cake\View\View::get() no lugar.
  • O View::$ext foi removido e no lugar uma propriedade protegida View::$_ext foi adicionada.
  • O View::addScript() foi removido. Use o Usando View Blocks no lugar.
  • As propriedades mágicas base, webroot, here, data, action, e params foram removidas. Ao invés disso, você deve acessar todas essas propriedades no $this->request.
  • O View::start() não se liga mais a um bloco existente. Ao invés disso ele irá sobrescrever o conteúdo do bloco quando o end() for chamado. Se você precisa combinar o conteúdo de um bloco você deverá buscar o conteúdo do bloco quando chamar o start uma segunda vez, ou usar o modo de captura de append().
  • O View::prepend() não tem mais um modo de captura.
  • O View::startIfEmpty() foi removido. Agora que o start() sempre sobrescreve, o startIfEmpty não tem mais propósito.
  • A propriedade View::$Helpers foi removida e substituída com _helpers. Se você precisar carregar helpers em tempo de execução você deve usar o $this->addHelper() em seus arquivos de visão.
  • O View agora irá lançar Cake\View\Exception\MissingTemplateException quando templates estiverem faltando, ao invés de MissingViewException.

ViewBlock

  • O ViewBlock::append() foi removido, use o Cake\ViewViewBlock::concat() no lugar. Entretanto o View::append() ainda existe.

JsonView

  • Agora os dados JSON terão as entidades HTML codificadas por padrão. Isso previne possíveis problemas de XSS quando o conteúdo de visão JSON está encapsulado em arquivos HTML.
  • O Cake\View\JsonView agora suporta a variável de visão _jsonOptions. Isso permite a você configurar as opções de máscara de bits usadas ao gerar JSON.

XmlView

  • A Cake\View\XmlView agora suporta a variável de visão _xmlOptions. Isso permite a você configurar as opções usadas quando gerar XML.

View\Helper

  • A propriedade $settings é agora chamada $_config e deve ser acessada através do método config().
  • As opções de configuração não são mais definidas como propriedades públicas.
  • O Helper::clean() foi removido. Ele nunca foi robusto o suficiente para prevenir completamente XSS. Ao invés disso você deve escapar o conteúdo com h ou ou usar uma biblioteca dedicada como o htmlPurifier.
  • O Helper::output() foi removido. Esse método estava obsoleto no 2.x.
  • Os métodos Helper::webroot(), Helper::url(), Helper::assetUrl(), Helper::assetTimestamp() foram movidos para o novo ajudante Cake\View\Helper\UrlHelper. O Helper::url() está agora disponível como Cake\View\Helper\UrlHelper::build().
  • Os Assessores Mágicos a propriedades obsoletas foram removidos. A seguinte propriedade agora deve ser acessada a partir do objeto de requisição:
    • base
    • here
    • webroot
    • data
    • action
    • params

Helpers

A classe Helper teve os seguintes métodos removidos:

  • Helper::setEntity()
  • Helper::entity()
  • Helper::model()
  • Helper::field()
  • Helper::value()
  • Helper::_name()
  • Helper::_initInputField()
  • Helper::_selectedArray()

Esses métodos eram partes usadas apenas pelo FormHelper, e parte de uma funcionalidade de persistência de campos que se mostrou problemática com o tempo. O FormHelper não precisa mais destes métodos e a complexidades que eles provêm não é mais necessária.

Os seguintes métodos foram removidos:

  • Helper::_parseAttributes()
  • Helper::_formatAttribute()

Esses métodos podem agora ser encontrados na classe StringTemplate que os helpers usam com frequência. Veja o StringTemplateTrait para um jeito fácil de integrar os templates de string em seus próprios helpers.

FormHelper

O FormHelper foi completamente reescrito para o 3.0. Ele teve algumas grandes mudanças:

  • O FormHelper trabalha junto com o novo ORM. Mas também possui um sistema extensível para integrar com outros ORMs e fontes de dados.
  • O FormHelper possui um sistema de widgets extensível que permite a você criar novos widgets de entrada personalizados e expandir facilmente aqueles inclusos no framework.
  • Os Templates de String são a fundação deste ajudante. Ao invés de encher de arrays por toda parte, a maioria do HTML que o FormHelper gera pode ser personalizado em um lugar central usando conjuntos de templates.

Além dessas grandes mudanças, foram feitas algumas mudanças menores que causaram rompendo algumas coisas da versão anterior. Essas mudanças devem simplificar o HTML que o FormHelper gera e reduzir os problemas que as pessoas tinham no passado:

  • O prefixo data[ foi removido de todas as entradas geradas. O prefixo não tem mais propósito.
  • Os vários métodos de entradas independentes, como text(), select() e outros, não geram mais atributos id.
  • A opção inputDefaults foi removida de create().
  • As opções default e onsubmit do create() foram removidas. No lugar você deve usar JavaScript event binding ou definir todos os códigos js necessários para o onsubmit.
  • O end() não gerará mais botões. Você deve criar botões com button() ou submit().
  • O FormHelper::tagIsInvalid() foi removido. Use isFieldError() no lugar.
  • O FormHelper::inputDefaults() foi removido. Você pode usar templates() para definir/expandir os templates que o FormHelper usa.
  • As opções wrap e class foram removidas do método error().
  • A opção showParents foi removida do select().
  • As opções div, before, after, between e errorMessage foram removidas do input(). Você pode usar templates para atualizar o HTML envoltório. A opção templates permite você sobrescrever os templates carregados para uma entrada.
  • As opções separator, between, e legend foram removidas do radio(). Você pode usar templates para mudar o HTML envoltório agora.
  • O parâmetro format24Hours foi removido de hour(). Ele foi substituído pela opção format.
  • Os parâmetros minYear e maxYear foram removidos do year(). Ambos podem ser fornecidos como opções.
  • Os parâmetros dateFormat e timeFormat foram removidos do datetime(). Você pode usar o template para definir a ordem que as entradas devem ser exibidas.
  • O submit() teve as opções div, before e after removidas. Você pode personalizar o template submitContainer para modificar esse conteúdo.
  • O método inputs() não aceita mais legend e fieldset no parâmetro $fields, você deve usar o parâmetro $options. Ele também exige que o parâmetro $fields seja um array. O parâmetro $blacklist foi removido, a funcionalidade foi substituída pela especificação de 'field' => false no parâmetro $fields.
  • O parâmetro inline foi removido do método postLink(). Você deve usar a opção block no lugar. Definindo block => true irá emular o comportamento anterior.
  • O parâmetro timeFormat para hour(), time() e dateTime() agora é 24 por padrão, em cumprimento ao ISO 8601.
  • O argumento $confirmMessage de Cake\View\Helper\FormHelper::postLink() foi removido. Você deve usar agora a chave confirm no $options para especificar a mensagem.
  • As entradas do tipo Checkbox e radio são agora renderizadas dentro de elementos do tipo label por padrão. Isso ajuda a aumentar a compatibilidade com bibliotecas CSS populares como Bootstrap e Foundation.
  • As tags de template agora são todas camelBacked (primeira letra minúscula e inicio de novas palavras em maiúsculo). As tags pré-3.0 formstart, formend, hiddenblock e inputsubmit são agora formStart, formEnd, hiddenBlock e inputSubmit. Certifique-se de altera-las se elas estiverem personalizando sua aplicação.

É recomendado que você revise a documentação Form para mais detalhes sobre como usar o FormHelper no 3.0.

HtmlHelper

  • O HtmlHelper::useTag() foi removido, use tag() no lugar.
  • O HtmlHelper::loadConfig() foi removido. As tags podem ser personalizadas usando templates() ou as configurações de templates.
  • O segundo parâmetro $options para HtmlHelper::css() agora sempre irá exigir um array.
  • O primeiro parâmetro $data para HtmlHelper::style() agora sempre irá exigir um array.
  • O parâmetro inline foi removido dos métodos meta(), css(), script() e scriptBlock(). Ao invés disso, você deve usar a opção block. Definindo block => true irá emular o comportamento anterior.
  • O HtmlHelper::meta() agora exige que o $type seja uma string. Opções adicionais podem ser passadas como $options.
  • O HtmlHelper::nestedList() agora exige que o $options seja um array. O quarto argumento para o tipo tag foi removido e incluido no array $options.
  • O argumento $confirmMessage de Cake\View\Helper\HtmlHelper::link() foi removido. Você deve usar agora a chave confirm no $options para especificar a menssagem.

PaginatorHelper

  • O link() foi removido. Ele não era mais usado internamente pelo ajudante. Ele era pouco usado em códigos de usuários e não se encaixava mais nos objetivos do ajudante.
  • O next() não tem mais as opções ‘class’ ou ‘tag’. Ele não tem mais argumentos desabilitados. Ao invés disso são usados templates.
  • O prev() não tem mais as opções ‘class’ ou ‘tag’. Ele não tem mais argumentos desabilitados. Ao invés disso são usados templates.
  • O first() não tem mais as opções ‘after’, ‘ellipsis’, ‘separator’, ‘class’ ou ‘tag’.
  • O last() não tem mais as opções ‘after’, ‘ellipsis’, ‘separator’, ‘class’ ou ‘tag’.
  • O numbers() não tem mais as opções ‘separator’, ‘tag’, ‘currentTag’, ‘currentClass’, ‘class’, ‘tag’ e ‘ellipsis’. Essas opções são agora facilitadas pelos templates. Ele também exige que agora o parâmetro $options seja um array.
  • O espaço reservado de estilo %page% foi removido de Cake\View\Helper\PaginatorHelper::counter(). Use o espaço reservado de estilo {{page}} no lugar.
  • O url() foi renomeada para generateUrl() para evitar colisão de declaração de método com Helper::url().

Por padrão todos os links e textos inativos são encapsulados em elementos <li>. Isso ajuda a fazer o CSS mais fácil de escrever, e aumenta a compatibilidade com frameworks de CSS populares.

Ao invés de várias opções em cada método, você deve usar a funcionalidade de templates. Veja a documentação PaginatorHelper Templates para informações de como se usar templates.

TimeHelper

  • TimeHelper::__set(), TimeHelper::__get(), e TimeHelper::__isset() foram removidos. Eles eram métodos mágicos para atributos obsoletos.
  • O TimeHelper::serverOffset() foi removido. Ele provia práticas incorretas de operações com tempo.
  • O TimeHelper::niceShort() foi removido.

NumberHelper

  • O NumberHelper::format() agora exige que $options seja um array.

SessionHelper

  • O SessionHelper está obsoleto. Você pode usar $this->request->session() diretamente, e a funcionalidade de mensagens flash foi movida para Flash.

JsHelper

  • O JsHelper e todos motores associados foram removidos. Ele podia gerar somente um subconjunto muito pequeno de códigos JavaScript para biblioteca selecionada e consequentemente tentar gerar todo código JavaScript usando apenas o ajudante se tornava um impedimento com frequência. É recomendado usar diretamente sua biblioteca JavaScript preferida.

CacheHelper Removido

O CacheHelper foi removido. A funcionalidade de cache que ele fornecia não era padrão, limitada e incompatível com layouts não-HTML e views de dados. Essas limitações significavam que uma reconstrução completa era necessária. O ESI (Edge Side Includes) se tornou uma maneira padronizada para implementar a funcionalidade que o CacheHelper costumava fornecer. Entretanto, implementando Edge Side Includes em PHP tem várias limitações e casos. Ao invés de construir uma solução ruim, é recomendado que os desenvolvedores que precisem de cache de resposta completa use o Varnish ou Squid no lugar.

I18n

O subsistema de internacionalização foi completamente reescrito. Em geral, você pode esperar o mesmo comportamento que nas versões anteriores, especialmente se você está usando a família de funções __().

Internamente, a classe I18n usa Aura\Intl, e métodos apropriados são expostos para dar acesso a funções específicas da biblioteca. Por esta razão a maior parte dos métodos dentro de I18n foram removidos ou renomeados.

Devido ao uso do ext/intl, a classe L10n foi removida completamente. Ela fornecia dados incompletos e desatualizados em comparação com os dados disponíveis na classe Locale do PHP.

O idioma padrão da aplicação não será mais alterado automaticamente pelos idiomas aceitos pelo navegador nem por ter o valor Config.language definido na sessão do navegador. Você pode, entretanto, usar um filtro no despachante para trocar o idioma automaticamente a partir do cabeçalho Accept-Language enviado pelo navegador:

// No config/bootstrap.php
DispatcherFactory::addFilter('LocaleSelector');

Não há nenhum substituto incluso para selecionar automaticamente o idioma a partir de um valor configurado na sessão do usuário.

A função padrão para formatação de mensagens traduzidas não é mais a sprintf, mas a mais avançada e funcional classe MessageFormatter. Em geral você pode reescrever os espaços reservados nas mensagens como segue:

// Antes:
__('Hoje é um dia %s na %s', 'Ensolarado', 'Espanha');

// Depois:
__('Hoje é um dia {0} na {1}', 'Ensolarado', 'Espanha');

Você pode evitar ter de reescrever suas mensagens usando o antigo formatador sprintf:

I18n::defaultFormatter('sprintf');

Adicionalmente, o valor Config.language foi removido e ele não pode mais ser usado para controlar o idioma atual da aplicação. Ao invés disso, você pode usar a classe I18n:

// Antes
Configure::write('Config.language', 'fr_FR');

// Agora
I18n::locale('en_US');
  • Os métodos abaixo foram movidos:

    • De Cake\I18n\Multibyte::utf8() para Cake\Utility\Text::utf8()
    • De Cake\I18n\Multibyte::ascii() para Cake\Utility\Text::ascii()
    • De Cake\I18n\Multibyte::checkMultibyte() para Cake\Utility\Text::isMultibyte()
  • Como agora o CakePHP requer a extensão mbstring, a classe Multibyte foi removida.

  • As mensagens de erro por todo o CakePHP não passam mais através das funções de internacionalização. Isso foi feito para simplificar o núcleo do CakePHP e reduzir a sobrecarga. As mensagens apresentadas aos desenvolvedores são raramente, isso quando, são de fato traduzidas - de modo que essa sobrecarga adicional trás pouco beneficio.

Localização

  • Agora o construtor de Cake\I18n\L10n recebe uma instância de Cake\Network\Request como argumento.

Testes

  • O TestShell foi removido. O CakePHP, o esqueleto da aplicação e novos plugins “cozinhados”, todos usam o phpunit para rodar os testes.

  • O webrunner (webroot/test.php) foi removido. A adoção do CLI aumentou grandemente desde o release inicial do 2.x. Adicionalmente, os CLI de execução oferecem integração superior com IDE’s e outras ferramentas automáticas.

    Se você sentir necessidade de um jeito de executar os testes a partir de um navegador, você deve verificar o VisualPHPUnit. Ele oferece muitas funcionalidades adicionais que o antigo webrunner.

  • O ControllerTestCase está obsoleto e será removido no CakePHP 3.0.0. Ao invés disso, você deve usar a nova funcionalidade Controller Integration Testing.

  • As Fixtures devem agora ser referenciadas usando sua forma no plural:

    // No lugar de
    $fixtures = ['app.artigo'];
    
    // Você deve usar
    $fixtures = ['app.artigos'];
    

Utilitários

Classe Set Removida

A classe Set foi removida, agora você deve usar a classe Hash no lugar dela.

Pastas & Arquivos

As classes de pastas e arquivos foram renomeadas:

  • O Cake\Utility\File foi renomeado para Cake\Filesystem\File
  • O Cake\Utility\Folder foi renomeado para Cake\Filesystem\Folder

Inflexão

  • O valor padrão para o argumento $replacement do Cake\Utility\Inflector::slug() foi alterado do sublinhado (_) para o traço (-). Usando traços para separar palavras nas URLs é a escolha popular e também recomendada pelo Google.

  • As transliterações para Cake\Utility\Inflector::slug() foram alteradas. Se você usa transliterações personalizadas você terá que atualizar seu código. No lugar de expressões regulares, as transliterações usam simples substituições de string. Isso rendeu melhorias de performance significativas:

    // No lugar de
    Inflector::rules('transliteration', [
        '/ä|æ/' => 'ae',
        '/å/' => 'aa'
    ]);
    
    // Você deve usar
    Inflector::rules('transliteration', [
        'ä' => 'ae',
        'æ' => 'ae',
        'å' => 'aa'
    ]);
    
  • Os conjuntos distintos de regras de não-inflexões e irregulares para pluralização e singularização foram removidos. No lugar agora temos uma lista comum para cada. Quando usar Cake\Utility\Inflector::rules() com o tipo ‘singular’ e ‘plural’ você não poderá mais usar chaves como ‘uninflected’ e ‘irregular’ no array de argumentos $rules.

    Você pode adicionar / sobrescrever a lista de regras de não-inflexionados e irregulares usando Cake\Utility\Inflector::rules() com valores ‘uninflected’ e ‘irregular’ para o argumento $type.

Sanitize

  • A classe Sanitize foi removida.

Segurança

  • O Security::cipher() foi removido. Ele era inseguro e promovia práticas ruins de criptografia. Você deve usar o Security::encrypt() no lugar.
  • O valor de configuração Security.cipherSeed não é mais necessário. Com a remoção de Security::cipher() ele não tem utilidade.
  • A retrocompatibilidade do Cake\Utility\Security::rijndael() para valores encriptados antes do CakePHP 2.3.1 foi removido. Você deve reencriptar os valores usando Security::encrypt() e uma versão recente do CakePHP 2.x antes de migrar.
  • A habilidade para gerar um hash do tipo blowfish foi removido. Você não pode mais usar o tipo “blowfish” em Security::hash(). Deve ser usado apenas o password_hash() do PHP e password_verify() para gerar e verificar hashes blowfish. A compabilidade da biblioteca ircmaxell/password-compat que é instalado junto com o CakePHP fornece essas funções para versões de PHP menor que 5.5.
  • O OpenSSL é usado agora no lugar do mcrypt ao encriptar/desencriptar dados. Esse alteração fornece uma melhor performance e deixa o CakePHP a prova de futuros abandonos de suporte das distribuições ao mcrypt.
  • O Security::rijndael() está obsoleto e apenas disponível quando se usa o mcrypt.

Aviso

Dados encriptados com Security::encrypt() em versões anteriores não são compatíveis com a implementação openssl. Você deve definir a implementação como mcrypt quando fizer atualização.

Data e Hora

  • O CakeTime foi renomeado para Cake\I18n\Time.
  • O CakeTime::serverOffset() foi removido. Ele provia práticas incorretas de operações com tempo.
  • O CakeTime::niceShort() foi removido.
  • O CakeTime::convert() foi removido.
  • O CakeTime::convertSpecifiers() foi removido.
  • O CakeTime::dayAsSql() foi removido.
  • O CakeTime::daysAsSql() foi removido.
  • O CakeTime::fromString() foi removido.
  • O CakeTime::gmt() foi removido.
  • O CakeTime::toATOM() foi renomeado para toAtomString.
  • O CakeTime::toRSS() foi renomeado para toRssString.
  • O CakeTime::toUnix() foi renomeado para toUnixString.
  • O CakeTime::wasYesterday() foi renomeado para isYesterday para combinar com o resto da renomeação de métodos.
  • O CakeTime::format() não usa mais o formato do sprintf, ao invés disso você deve usar o formato i18nFormat.
  • O Time::timeAgoInWords() agora exige que o $options seja um array.

A classe Time não é mais uma coleção de métodos estáticos, ela estende o DateTime para herdar todos seus métodos e adicionar funções de formatação baseado em localização com ajuda da extensão intl.

Em geral, expressões assim:

CakeTime::aMethod($date);

Podem ser migradas reescrevendo para:

(new Time($date))->aMethod();

Números

A biblioteca Number foi reescrita para usar internamente a classe NumberFormatter.

  • O CakeNumber foi renomeada para Cake\I18n\Number.
  • O Number::format() agora exige que o $options seja um array.
  • O Number::addFormat() foi removido.
  • O Number::fromReadableSize() foi movido para Cake\Utility\Text::parseFileSize().

Validação

  • A faixa de valores para Validation::range() agora é inclusiva se $lower e $upper forem fornecidos.
  • O Validation::ssn() foi removido.

Xml

  • O Xml::build() agora exige que o $options seja um array.
  • O Xml::build() não aceita mais uma URL. Se você precisar criar um documento XML a partir de uma URL, use Http\Client.