Salvando Dados

class Cake\ORM\Table

Depois que você carregou seus dados provavelmente vai querer atualizar e salvar as alterações.

Visão Geral Sobre Salvando Dados

Aplicações geralmente terá algumas maneiras de como os dados são salvos. A primeira é, obviamente, atravéz de formulários web e a outra é por geração direta ou alterando dados no código para enviar ao banco de dados.

Inserindo Dados

A maneira mais fácil de inserir dados no banco de dados é criando uma nova entidade e passando ela pro método save() na classe Table:

use Cake\ORM\TableRegistry;

$articlesTable = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articlesTable->newEntity();

$article->title = 'A New Article';
$article->body = 'This is the body of the article';

if ($articlesTable->save($article)) {
    // The $article entity contains the id now
    $id = $article->id;
}

Atualizando Dados

Atualizar seus dados é igualmente fácil, e o método save() também é usado para esse propósito:

use Cake\ORM\TableRegistry;

$articlesTable = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articlesTable->get(12); // Return article with id 12

$article->title = 'CakePHP is THE best PHP framework!';
$articlesTable->save($article);

CakePHP saberá quando deve realizar uma inserção ou atualização com base no valor de retorno do método isNew(). Entidades que foram obtidas com get() ou find() sempre retornará false quando isNew() é chamado nelas.

Salvando com Associações

Por padrão o método save() também salvará associações de um nível:

$articlesTable = TableRegistry::get('Articles');
$author = $articlesTable->Authors->findByUserName('mark')->first();

$article = $articlesTable->newEntity();
$article->title = 'An article by mark';
$article->author = $author;

if ($articlesTable->save($article)) {
    // A chave estrangeira foi atribuída automaticamente
    echo $article->author_id;
}

O método save() também é capaz de criar novos registros para associações:

$firstComment = $articlesTable->Comments->newEntity();
$firstComment->body = 'The CakePHP features are outstanding';

$secondComment = $articlesTable->Comments->newEntity();
$secondComment->body = 'CakePHP performance is terrific!';

$tag1 = $articlesTable->Tags->findByName('cakephp')->first();
$tag2 = $articlesTable->Tags->newEntity();
$tag2->name = 'awesome';

$article = $articlesTable->get(12);
$article->comments = [$firstComment, $secondComment];
$article->tags = [$tag1, $tag2];

$articlesTable->save($article);

Associe Muitos para Muitos (N para N) registros

O exemplo anterior demonstra como associar algumas tags a um artigo. Outra maneira de realizar a mesma coisa é usando o método link() na associação:

$tag1 = $articlesTable->Tags->findByName('cakephp')->first();
$tag2 = $articlesTable->Tags->newEntity();
$tag2->name = 'awesome';

$articlesTable->Tags->link($article, [$tag1, $tag2]);

Salvando Dados da Tabela de Ligação

Salvar dados na tabela de ligação é realizado usando a propriedade especial _joinData. Esta propriedade deve ser um instância de Entity da classe Table de ligação:

// Link records for the first time.
$tag1 = $articlesTable->Tags->findByName('cakephp')->first();
$tag1->_joinData = $articlesTable->ArticlesTags->newEntity();
$tag1->_joinData->tagComment = 'The CakePHP ORM is so powerful!';

$articlesTable->Tags->link($article, [$tag1]);

// Update an existing association.
$article = $articlesTable->get(1, ['contain' => ['Tags']]);
$article->tags[0]->_joinData->tagComment = 'Fresh comment.'

// Necessary because we are changing a property directly
$article->dirty('tags', true);

$articlesTable->save($article, ['associated' => ['Tags']]);

Você também pode criar / atualizar informações na tabela de ligação utilizando newEntity() ou patchEntity(). Os seus dados de POST devem parecer:

$data = [
    'title' => 'My great blog post',
    'body' => 'Some content that goes on for a bit.',
    'tags' => [
        [
            'id' => 10,
            '_joinData' => [
                'tagComment' => 'Great article!',
            ]
        ],
    ]
];
$articlesTable->newEntity($data, ['associated' => ['Tags']]);

Remover Associação Muitos para Muitos (N para N) Registros

A remoção de associação Muitos para Muitos registros é realizada através do método unlink():

$tags = $articlesTable
    ->Tags
    ->find()
    ->where(['name IN' => ['cakephp', 'awesome']])
    ->toArray();

$articlesTable->Tags->unlink($article, $tags);

Quando modificando registros, configurando ou alterando diretamente as propriedades, nenhuma validação é realizada, que é um problema quando está aceitando dados de formulário. As seções seguintes demostrarão como converter eficientemente dados de formulário em entidades que podem ser validadas e salva.

Convertendo Dados de Requisição em Entidades

Antes de editar e salvar os dados de volta no seu banco de dados, você precisará converter os dados da requisição, de array mantido na requisição em entidades que o ORM utiliza. A classe Table fornece uma maneira fácil e eficiente de converter uma ou várias entidades dos dados de requisição. Você pode converter uma entidade usando:

//No controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');

// Valida e converte em um objeto do tipo Entity
$entity = $articles->newEntity($this->request->getData());

Nota

Se você estiver usando newEntity() e as entidades resultantes estão faltando algum ou todos os dados passados, verifique se as colunas que deseja definir estão listadas na propriedade $_accessible da sua entidade. Consulte Atribuição em Massa.

Os dados da requisição devem seguir a estrutura de suas entidades. Por exemplo, se você tem um artigo, que pertence a um usuário, e tem muitos comentários, os seus dados de requisição devem ser semelhante:

$data = [
    'title' => 'CakePHP For the Win',
    'body' => 'Baking with CakePHP makes web development fun!',
    'user_id' => 1,
    'user' => [
        'username' => 'mark'
    ],
    'comments' => [
        ['body' => 'The CakePHP features are outstanding'],
        ['body' => 'CakePHP performance is terrific!'],
    ]
];

Por padrão, o método newEntity() valida os dados que são passados para ele, conforme explicado na seção Validando dados antes de construir entidades. Se você deseja pular a validação de dados, informe a opção 'validate' => false:

$entity = $articles->newEntity($data, ['validate' => false]);

Ao criar formulários que salvam associações aninhadas, você precisa definir quais associações devem ser convertidas:

// No controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');

// Nova entidade com associações aninhadas
$entity = $articles->newEntity($this->request->getData(), [
    'associated' => [
        'Tags', 'Comments' => ['associated' => ['Users']]
    ]
]);

O exemplo acima indica que ‘Tags’, ‘Comments’ e ‘Users’ para os artigos devem ser convertidos. Alternativamente, você pode usar a notação de ponto (dot notation) por brevidade:

// No controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');

// Nova entidade com associações aninhada usando notação de ponto
$entity = $articles->newEntity($this->request->getData(), [
    'associated' => ['Tags', 'Comments.Users']
]);

Você também pode desativar a conversão de possíveis associações aninhadas como:

$entity = $articles->newEntity($data, ['associated' => []]);
// ou...
$entity = $articles->patchEntity($entity, $data, ['associated' => []]);

Os dados associados também são validados por padrão, a menos que seja informado o contrário. Você também pode alterar o conjunto de validação a ser usada por associação:

// No controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');

// Pular validação na associação de Tags e
// Definino 'signup' como método de validação para Comments.Users
$entity = $articles->newEntity($this->request->getData(), [
    'associated' => [
        'Tags' => ['validate' => false],
        'Comments.Users' => ['validate' => 'signup']
    ]
]);

O capitulo Usando um Conjunto de Validação Diferente para Associações possui mais informações sobre como usar diferentes validadores para associações ao transformar em entidades.

O diagrama a seguir fornece uma visão geral do que acontece dentro dos métodos newEntity() ou patchEntity():

Flow diagram showing the marshalling/validation process.

Você sempre pode contar de obter uma entidade de volta com newEntity(). Se a validação falhar, sua entidade conterá erros, e quaisquer campos inválidos não serão preenchidos na entidade criada.

Convertendo Dados de Associação BelongsToMany

Se você está salvando associações belongsToMany, você pode tanto usar uma lista de entidades ou uma lista de ids. Ao usar uma lista de dados de entidade, seus dados de requisição devem parecer com:

$data = [
    'title' => 'My title',
    'body' => 'The text',
    'user_id' => 1,
    'tags' => [
        ['tag' => 'CakePHP'],
        ['tag' => 'Internet'],
    ]
];

O exemplo acima criará 2 novas tags. Se você deseja associar um artigo com tags existentes, você pode usar uma lista de ids. Seus dados de requisição devem parecer com:

$data = [
    'title' => 'My title',
    'body' => 'The text',
    'user_id' => 1,
    'tags' => [
        '_ids' => [1, 2, 3, 4]
    ]
];

Se você precisa associar a alguns belongsToMany registros existentes, e criar novos ao mesmo tempo, você pode usar um formato expandido:

$data = [
    'title' => 'My title',
    'body' => 'The text',
    'user_id' => 1,
    'tags' => [
        ['name' => 'A new tag'],
        ['name' => 'Another new tag'],
        ['id' => 5],
        ['id' => 21]
    ]
];

Quando os dados acima são convertidos em entidades, você terá 4 tags. As duas primeiras serão objetos novos, e as outras duas serão referências a registros existentes.

Ao converter dados belongsToMany, você pode desativar a criação de nova entidade, usando a opção onlyIds. Quando habilitado, esta opção restringe transformação de belongsToMany para apenas usar a chave _ids e ignorar todos os outros dados.

Novo na versão 3.1.0: A opção onlyIds foi adicionada na versão 3.1.0

Convertendo Dados de Associação HasMany

Se você deseja atualizar as associações hasMany existentes e atualizar suas propriedades, primeiro você deve garantir que sua entidade seja carregada com a associação hasMany. Você pode então usar dados de requisição semelhantes a:

$data = [
    'title' => 'My Title',
    'body' => 'The text',
    'comments' => [
        ['id' => 1, 'comment' => 'Update the first comment'],
        ['id' => 2, 'comment' => 'Update the second comment'],
        ['comment' => 'Create a new comment'],
    ]
];

Se você está salvando associaçoes hasMany e deseja vincular a registros existentes, você pode usar o formato _ids:

$data = [
    'title' => 'My new article',
    'body' => 'The text',
    'user_id' => 1,
    'comments' => [
        '_ids' => [1, 2, 3, 4]
    ]
];

Ao converter dados hasMany, você pode desativar a criação de nova entidade, usando a opção onlyIds`. Quando ativada, esta opção restringe transformação de hasMany para apenas usar a chave ``_ids e ignorar todos os outros dados.

Novo na versão 3.1.0: A opção onlyIds foi adicionada na versão 3.1.0

Conventendo Vários Registros

Ao criar formulários que cria/atualiza vários registros ao mesmo tempo, você pode usar o método newEntities():

// No controller.
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$entities = $articles->newEntities($this->request->getData());

Nessa situação, os dados de requisição para vários artigos devem parecer com:

$data = [
    [
        'title' => 'First post',
        'published' => 1
    ],
    [
        'title' => 'Second post',
        'published' => 1
    ],
];

Uma vez que você converteu os dados de requisição em entidades, você pode salvar com save() e remover com delete():

// No controller.
foreach ($entities as $entity) {
    // Salva a entidade
    $articles->save($entity);

    // Remover a entidade
    $articles->delete($entity);
}

O exemplo acima executará uma transação separada para cada entidade salva. Se você deseja processar todas as entidades como uma única transação, você pode usar transactional():

// No controller.
$articles->getConnection()->transactional(function () use ($articles, $entities) {
    foreach ($entities as $entity) {
        $articles->save($entity, ['atomic' => false]);
    }
});

Alterando Campos Acessíveis

Também é possível permitir newEntity() escrever em campos não acessiveis. Por exemplo, id geralmente está ausente da propriedade _accessible. Nesse caso , você pode usar a opção accessibleFields. Isso pode ser útil para manter ids de entidades associadas:

// No controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$entity = $articles->newEntity($this->request->getData(), [
    'associated' => [
        'Tags', 'Comments' => [
            'associated' => [
                'Users' => [
                    'accessibleFields' => ['id' => true]
                ]
            ]
        ]
    ]
]);

O exemplo acima manterá a associação inalterada entre Comments e Users para a entidade envolvida.

Nota

Se você estiver usando newEntity() e as entidades resultantes estão faltando algum ou todos os dados passados, verifique se as colunas que deseja definir estão listadas na propriedade $_accessible da sua entidade. Consulte Atribuição em Massa.

Mesclando Dados de Requisição em Entidades

Para atualizar as entidades, você pode escolher de aplicar dados de requisição diretamente em uma entidade existente. Isto tem a vantagem que apenas os campos que realmente mudaram serão salvos, em oposição ao envio de todos os campos para o banco de dados pra ser persistido. Você pode mesclar um array de dados bruto em uma entidade existente usando o método patchEntity():

// No controller.
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->get(1);
$articles->patchEntity($article, $this->request->getData());
$articles->save($article);

Validação e patchEntity

Semelhante ao newEntity(), o método patchEntity validará os dados antes de ser copiado para entidade. O mecanismo é explicado na seção Validando dados antes de construir entidades. Se você deseja desativar a validação, informe a o opção validate assim:

// No controller.
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->get(1);
$articles->patchEntity($article, $data, ['validate' => false]);

Você também pode alterar a regra de validação utilizada pela entidade ou qualquer uma das associações:

$articles->patchEntity($article, $this->request->getData(), [
    'validate' => 'custom',
    'associated' => ['Tags', 'Comments.Users' => ['validate' => 'signup']]
]);

Patching HasMany and BelongsToMany

Como explicado na seção anterior, os dados de requisição deve seguir a estrutura de sua entidade. O método patchEntity()` é igualmente capaz de mesclar associações, por padrão, apenas o primeiro nível de associações são mesclados, mas se você deseja controlar a lista de associações a serem mescladas ou mesclar em níveis mais profundos, você pode usar o terceiro parâmetro do método:

// No controller.
$associated = ['Tags', 'Comments.Users'];
$article = $articles->get(1, ['contain' => $associated]);
$articles->patchEntity($article, $this->request->getData(), [
    'associated' => $associated
]);
$articles->save($article);

As associações são mescladas ao combinar o campo da chave primária nas entidades de origem com os campos correspondentes no array de dados. As associações irão construir novas entidades se nenhuma entidade anterior for encontrada para a propriedade alvo da associação.

Por exemplo, forneça alguns dados de requisição como este:

$data = [
    'title' => 'My title',
    'user' => [
        'username' => 'mark'
    ]
];

Tentando popular uma entidade sem uma entidade na propriedade user criará uma nova entidade do tipo user:

// In a controller.
$entity = $articles->patchEntity(new Article, $data);
echo $entity->user->username; // Echoes 'mark'

O mesmo pode ser dito sobre associações hasMany e belongsToMany, com uma advertência importante:

Nota

Para as associações belongsToMany, garanta que a entidade relevante tenha uma propriedade acessível para a entidade associada.

Se um Produto pertence a várias (belongsToMany) Tag:

// Na classe da entidade Product
protected $_accessible = [
    // .. outras propriedades
   'tags' => true,
];

Nota

Para as associações hasMany e belongsToMany, se houvesse algumas entidades que que não pudessem ser correspondidas por chave primaria a um registro no array de dados, então esses registros serão descartados da entidade resultante.

Lembre-se que usando patchEntity() ou patchEntities() não persiste os dados, isso apenas edita (ou cria) as entidades informadas. Para salvar a entidade você terá que chamar o método save() da model Table.

Por exemplo, considere o seguinte caso:

$data = [
    'title' => 'My title',
    'body' => 'The text',
    'comments' => [
        ['body' => 'First comment', 'id' => 1],
        ['body' => 'Second comment', 'id' => 2],
    ]
];
$entity = $articles->newEntity($data);
$articles->save($entity);

$newData = [
    'comments' => [
        ['body' => 'Changed comment', 'id' => 1],
        ['body' => 'A new comment'],
    ]
];
$articles->patchEntity($entity, $newData);
$articles->save($entity);

No final, se a entidade for convertida de volta para um array, você obterá o seguinte resultado:

[
    'title' => 'My title',
    'body' => 'The text',
    'comments' => [
        ['body' => 'Changed comment', 'id' => 1],
        ['body' => 'A new comment'],
    ]
];

Como você pode ver, o comentário com id 2 não está mais lá, já que ele não pode ser correspondido a nada no array $newData. Isso acontece porque CakePHP está refletindo o novo estado descrito nos dados de requisição.

Algumas vantagens adicionais desta abordagem é que isto reduz o número de operações a serem executadas ao persistir a entidade novamente.

Por favor, observe que isso não significa que o comentário com id 2 foi removido do bando de dados, se você deseja remover os comentários para este artigo que não estão presentes na entidade, você pode coletar as chaves primárias e executar uma exclusão de lote para esses que não estão na lista:

// Num controller.
$comments = TableRegistry::get('Comments');
$present = (new Collection($entity->comments))->extract('id')->filter()->toArray();
$comments->deleteAll([
    'article_id' => $article->id,
    'id NOT IN' => $present
]);

Como você pode ver, isso também ajuda ao criar soluções onde uma associação precisa de ser implementada como um único conjunto.

Você também pode popular várias entidades ao mesmo tempo. As considerações feitas para popular (patch) associações hasMany e belongsToMany se aplicam para popular várias entidades: As comparação são feitas pelo valor do campo da chave primária e as correspondências que faltam no array das entidades originais serão removidas e não estarão presentes no resultado:

// Num controller.
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$list = $articles->find('popular')->toArray();
$patched = $articles->patchEntities($list, $this->request->getData());
foreach ($patched as $entity) {
    $articles->save($entity);
}

Semelhante de usar patchEntity(), você pode usar o terceiro argumento para controlar as associações que serão mescladas em cada uma das entidades no array:

// Num controller.
$patched = $articles->patchEntities(
    $list,
    $this->request->getData(),
    ['associated' => ['Tags', 'Comments.Users']]
);

Modificando Dados de Requisição Antes de Contruir Entidades

Se você precisa modificar dados de requisição antes de converter em entidades, você pode usar o evento Model.beforeMarshal. Esse evento deixa você manipular o dados de requisição antes das entidades serem criadas:

// Inclua as instruções na área superior do seu arquivo.
use Cake\Event\Event;
use ArrayObject;

// Na classe da sua table ou behavior
public function beforeMarshal(Event $event, ArrayObject $data, ArrayObject $options)
{
    if (isset($data['username'])) {
        $data['username'] = mb_strtolower($data['username']);
    }
}

O parâmetro $data é uma instância de ArrayObject, então você não precisa retornar ele para alterar os dados usado para criar entidades.

O propósito principal do beforeMarshal é auxiliar os usuários a passar o processo de validação quando erros simples podem ser automaticamente resolvidos, ou quando os dados precisam ser reestruturados para que ele possa ser colocado nos campos corretos.

O evento Model.beforeMarshal é disparado apenas no início do processo de validação, uma das razões é que o beforeMarshal é permitido de alterar as regras de validação e opções de salvamento, como o campo whitelist. Validação é disparada logo após este evento ser finalizado. Um exemplo comum de alteração de dados antes de ser validado, é retirar espaço no ínicio e final (trimming) de todos os campos antes de salvar:

// Inclua as instruções na área superior do seu arquivo.
use Cake\Event\Event;
use ArrayObject;

// Na classe da sua table ou behavior
public function beforeMarshal(Event $event, ArrayObject $data, ArrayObject $options)
{
    foreach ($data as $key => $value) {
        if (is_string($value)) {
            $data[$key] = trim($value);
        }
    }
}

Por causa de como o processo de marshalling trabalha, se um campo não passar na validação ele será automaticamente removido do array de dados e não será copiado na entidade. Isso previne que dados inconsistentes entrem no objeto de entidade.

Além disso, os dados em beforeMarshal são uma cópia dos dados passados. Isto é assim porque é importante preservar a entrada original do usuário, pois ele pode ser usado em outro lugar.

Validando Dados Antes de Construir Entidades

O capítulo Validando dados contém mais informações de como usar os recursos de validação do CakePHP para garantir que os seus dados permaneçam corretos e consitentes.

Evitando Ataques de Atribuição em Massa de Propriedade

Ao criar ou mesclar entidades a partir de dados de requisição, você precisa ser cuidadoso com o que você permite seus usuários de alterar ou incluir nas entidades. Por exemplo, ao enviar um array na requisição contendo o user_id um invasor pode alterar o proprietário de um artigo, causando efeitos indesejáveis:

// Contêm ['user_id' => 100, 'title' => 'Hacked!'];
$data = $this->request->getData();
$entity = $this->patchEntity($entity, $data);
$this->save($entity);

Há dois modos de proteger você contra este problema. O primeiro é configurando as colunas padrão que podem ser definidas com segurança a partir de um requisição usando o recurso Atribuição em Massa nas entidades.

O segundo modo é usando a opção fieldList ao criar ou mesclar dados em uma entidade:

// Contem ['user_id' => 100, 'title' => 'Hacked!'];
$data = $this->request->getData();

// Apenas permite alterar o campo title
$entity = $this->patchEntity($entity, $data, [
    'fieldList' => ['title']
]);
$this->save($entity);

Você também pode controlar quais propriedades poder ser atribuidas para associações:

// Apenas permite alterar o title e tags
// e nome da tag é a única columa que pode ser definido
$entity = $this->patchEntity($entity, $data, [
    'fieldList' => ['title', 'tags'],
    'associated' => ['Tags' => ['fieldList' => ['name']]]
]);
$this->save($entity);

Usar este recurso é útil quando você tem várias funcões diferentes que seus usuários podem acessar, e você deseja que eles editem difentes dados baseados em seus privilégios.

A opção fieldList também é aceita nos métodos newEntity(), newEntities() e patchEntities().

Salvando Entidades

Cake\ORM\Table::save(Entity $entity, array $options = [])

Ao salvar dados de requisição no seu banco de dados, você primeiro precisa hidratar (hydrate) uma nova entidade usando newEntity() para passar no save(). Por exemplo:

// Num controller
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->newEntity($this->request->getData());
if ($articles->save($article)) {
    // ...
}

O ORM usa o método isNew() em uma entidade para determinar quando um insert ou update deve ser realizado ou não. Se o método isNew() retorna true e a entidade tiver um valor de chave primária, então será emitida uma query ‘exists’. A query ‘exists’ pode ser suprimida informando a opção 'checkExisting' => false no argumento $options:

$articles->save($article, ['checkExisting' => false]);

Uma vez, que você carregou algumas entidades, você provavelmente desejará modificar elas e atualizar em seu banco de dados. Este é um exercício bem simples no CakePHP:

$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->find('all')->where(['id' => 2])->first();

$article->title = 'My new title';
$articles->save($article);

Ao salvar, CakePHP irá aplicar suas regras, e envolver a operação de salvar em uma trasação de banco de dados. Também atualizará as propriedades que mudaram. A chamada save() do exemplo acima geraria SQL como:

UPDATE articles SET title = 'My new title' WHERE id = 2;

Se você tem uma nova entidade, o seguinte SQL seria gerado:

INSERT INTO articles (title) VALUES ('My new title');

Quando uma entidade é salva algumas coisas acontecem:

  1. A verificação de regras será iniciada se não estiver desativada.
  2. A verificação de regras irá disparar o evento Model.beforeRules. Se esse evento for parado, a operação de salvamento falhará e retornará false.
  3. As regras serão verificadas. Se a entidade está sendo criada, as regras create serão usadas. Se a entidade estiver sendo atualizada, as regras  update serão usadas.
  4. O evento Model.afterRules será disparado.
  5. O evento Model.beforeSave será disparado. Se ele for parado, o processo de salvamento será abortado, e save() retornará false.
  6. As associações de pais são salvas. Por exemplo, qualquer associação belongsTo listada serão salvas.
  7. Os campos modificados na entidade serão salvos.
  8. As associações filhas são salvas. Por exemplo, qualquer associação hasMany, hasOne, ou belongsToMany listada serão salvas.
  9. O evento Model.afterSave será disparado.
  10. O evento Model.afterSaveCommit será disparado.

O seguinte diagrama ilustra o processo acima:

Flow diagram showing the save process.

Consule a seção Aplicando regras da aplicação para mais informação sobre como criar e usar regras.

Aviso

Se nenhuma alteração é feita na entidade quando ela é salva, os callbacks não serão disparado porque o salvar não é executado.

O método save() retornará a entidade modificada quando sucesso, e false quando falhar. Você pode desativar regras e/ou transações usando o argumento $options para salvar:

// Num método de controller ou model
$articles->save($article, ['checkRules' => false, 'atomic' => false]);

Salvando Associações

Quando você está salvando uma entidade, você também pode escolher de salvar alguma ou todas as entidades associadas. Por padrão, todos as entidades de primeiro nível serão salvas. Por exemplo salvando um Artigo, você também atualizará todas as entidades modificadas (dirty) que são diretamente realicionadas a tabela de artigos.

Você pode ajustar as associações que são salvas usando a opção associated:

// Num controller.

// Apenas salva a associação de comentários
$articles->save($entity, ['associated' => ['Comments']]);

Você pode definir para salvar associações distantes ou profundamente aninhadas usando a notação de pontos (dot notation):

// Salva a company (empresa), employees (funcionários) e os addresses (endereços) relacionado
para cada um deles
$companies->save($entity, ['associated' => ['Employees.Addresses']]);

Além disso, você pode combinar a notação de pontos (dot notation) para associações com o array de opções:

$companies->save($entity, [
  'associated' => [
    'Employees',
    'Employees.Addresses'
  ]
]);

As suas entidades devem ser estruturadas na mesma maneira como elas são quando carregadas do banco de dados. Consulte a documentação do form helper para saber como criar inputs para associações.

Se você está construindo ou modificando dados de associação após a construção de suas entidades, você terá que marcar a propriedade da associação como modificado com o método dirty():

$company->author->name = 'Master Chef';
$company->dirty('author', true);

Salvando Associações BelongsTo

Ao salvar associações belongsTo, o ORM espera uma única entidade aninhada nomeada com a singular, underscored versão do nome da associação. Por exemplo:

// Num controller.
$data = [
    'title' => 'First Post',
    'user' => [
        'id' => 1,
        'username' => 'mark'
    ]
];
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->newEntity($data, [
    'associated' => ['Users']
]);

$articles->save($article);

Salvando Associações HasOne

Ao salvar associações hasOne, o ORM espera uma única entidade aninhada nomeada com a singular, underscored versão do nome da associação. Por exemplo:

// Num controller.
$data = [
    'id' => 1,
    'username' => 'cakephp',
    'profile' => [
        'twitter' => '@cakephp'
    ]
];
$users = TableRegistry::get('Users');
$user = $users->newEntity($data, [
    'associated' => ['Profiles']
]);
$users->save($user);

Salvando Associações HasMany

Ao salvar associações hasMany, o ORM espera um array de entidades nomeada com a plural, underscored versão do nome da associação. Por exemplo:

// Num controller.
$data = [
    'title' => 'First Post',
    'comments' => [
        ['body' => 'Best post ever'],
        ['body' => 'I really like this.']
    ]
];
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->newEntity($data, [
    'associated' => ['Comments']
]);
$articles->save($article);

Ao salvar associações hasMany, registros associados serão atualizados ou inseridos. Para os caso em que o registro já tem registros associados no banco de dados, você tem que escolher entre duas estrategias de salvamento:

append
Os registros associados são atualizados no banco de dados ou, se não econtrado nenhum registro existente ele é inserido.
replace
Todos os registros existentes que não estão presentes nos registros fornecidos serão removidos do banco dados. Apenas os registros fornecidos permanecerão (ou serão inseridos).

Por padrão é utilizado a estratégia de salvamento append. Consosule Associações HasMany para mais detalhes sobre como definir saveStrategy.

Sempre que você adiciona novos registros a uma associação existente, você sempre deve marcar a propriedade de associação como ‘dirty’. Isso permite que o ORM saiba que a propriedade de associação tem que ser persistida:

$article->comments[] = $comment;
$article->dirty('comments', true);

Sem a chamada ao método dirty() os comentários atualizados não serão salvos.

Salvando Associações BelongsToMany

Ao salvar associações belongsToMany, o ORM espera um array de entidades nomeada com a plural, underscored versão do nome da associação. Por exemplo:

// Num controller.
$data = [
    'title' => 'First Post',
    'tags' => [
        ['tag' => 'CakePHP'],
        ['tag' => 'Framework']
    ]
];
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$article = $articles->newEntity($data, [
    'associated' => ['Tags']
]);
$articles->save($article);

Ao converter dados de requisição em entidades, os métodos newEntity() e newEntities() processarão ambos, arrays de propriedades, bem como uma lista de ids na chave _ids. Utilizando a chave _ids facilita a criação de uma caixa de seleção ou checkox para associações pertence a muitos (belongs to many). Consulte a seção Convertendo Dados de Requisição em Entidades para mais informações.

Ao salvar associações belongsToMany, você tem que escolher entre duas estrategias de salvamento:

append
Apenas novos links serão criados entre cada lado dessa associação. Essa estratégia não destruirá links existentes, mesmo se não estiver presente no array de entidades a serem salvas.
replace
Ao salvar, os links existentes serão removidos e novos links serão criados na tabela de ligação. Se houver link existente no banco de dados para algumas das entidades a serem salvas, esses links serão atualizados, e não excluídos para então serem salvos novamente.

Consulte Associações BelongsToMany para detalhes de como definir saveStrategy.

Por padrão é utilizado a estratégia replace. Sempre que você adiciona novos registros a uma associação existente, você sempre deve marcar a propriedade de associação como ‘dirty’. Isso permite que o ORM saiba que a propriedade de associação tem que ser persistida:

$article->tags[] = $tag;
$article->dirty('tags', true);

Sem a chamada ao método dirty() as tags atualizadas não serão salvas.

Frequentemente você se encontrará querendo fazer uma associação entre duas entidades existentes, por exemplo. Um usuário que é autor de um artigo. Isso é feito usando o método link(), como isso:

$article = $this->Articles->get($articleId);
$user = $this->Users->get($userId);

$this->Articles->Users->link($article, [$user]);

Ao salvar associações belongsToMany, pode ser relevente de salvar algumas informações adicionais na tabela de ligação. No exemplo anterior de tags, poderia ser o vote_type da pessoa que votou nesse artigo. O vote_type pode ser upvote ou downvote e ele é representado por uma string. A relação é entre Users e Articles.

Salvando essa associaçao, e o vote_type é feito primeiramente adicionando alguns dados em _joinData e então salvando a associação com link(), exemplo:

$article = $this->Articles->get($articleId);
$user = $this->Users->get($userId);

$user->_joinData = new Entity(['vote_type' => $voteType], ['markNew' => true]);
$this->Articles->Users->link($article, [$user]);

Salvando Dados Adicionais na Tabela de Ligação

Em algumas situações a tabela ligando sua associação BelongsToMany, terá colunas adicionais nela. CakePHP torna simples salvar propriendade nessas colunas. Cada entidade em uma associação belongsToMany tem uma propriedade _joinData que contém as colunas adicionais na tabela de ligação. Esses dados podem ser um array ou uma instância de Entity. Por exemplo se Students BelongsToMany Courses, nós poderíamos ter uma tabela de ligação que parece com:

id | student_id | course_id | days_attended | grade

Ao salvar dados, você pode popular as colunas adicionais na tabela de ligação definindo dados na propriedade _joinData:

$student->courses[0]->_joinData->grade = 80.12;
$student->courses[0]->_joinData->days_attended = 30;

$studentsTable->save($student);

A propriedade _joinData pode ser uma entity, ou um array de dados, se você estiver salvando entidades construídas a partir de dados de requisição. Ao salvar os dados de tabela de ligação apartir de dados de requisição, seus dados POST devem parecer com:

$data = [
    'first_name' => 'Sally',
    'last_name' => 'Parker',
    'courses' => [
        [
            'id' => 10,
            '_joinData' => [
                'grade' => 80.12,
                'days_attended' => 30
            ]
        ],
        // Other courses.
    ]
];
$student = $this->Students->newEntity($data, [
    'associated' => ['Courses._joinData']
]);

Consulte a documentação Criando Inputs para Dados Associados para saber como criar inputs com FormHelper corretamente.

Salvando Tipos Complexos (Complex Types)

As tabelas são capazes de armazenar dados representados em tipos básicos, como strings, inteiros, flutuante, booleanos, etc. Mas também pode ser estendido para aceitar tipos mais complexos, como arrays ou objects e serializar esses dados em tipos mais simples que podem ser salvos em banco de dados.

Essa funcionalidade é alcançada usando o sistema de tipos personalizados (custom types system). Consulte a seção Adicionando Tipos Personalizados para descobrir como criar tipo de coluna personalizada (custom column Types):

// No config/bootstrap.php
use Cake\Database\Type;
Type::map('json', 'Cake\Database\Type\JsonType');

// No src/Model/Table/UsersTable.php
use Cake\Database\Schema\TableSchema;

class UsersTable extends Table
{

    protected function _initializeSchema(TableSchema $schema)
    {
        $schema->columnType('preferences', 'json');
        return $schema;
    }

}

O código acima mapeia a coluna preferences para o tipo personalizado (custom type) json. Isso significa que, ao obter dados dessa coluna, ele será desserializado de uma string JSON no banco de dados e colocado em uma entidade como um array.

Da mesma forma, quando salvo, o array será transformado novamente em sua representação de JSON:

$user = new User([
    'preferences' => [
        'sports' => ['football', 'baseball'],
        'books' => ['Mastering PHP', 'Hamlet']
    ]
]);
$usersTable->save($user);

Ao usar tipos complexos, é importante validar que os dados que você está recebendo do usuário final são do tipo correto. A falha ao gerir corretamente dados complexos, pode resultar em usuário mal-intencionados serem capazes de armazenar dados que eles normalmente não seriam capaz.

Strict Saving

Cake\ORM\Table::saveOrFail($entity, $options = [])

Usar este método lançará uma Cake\ORM\Exception\PersistenceFailedException se:

  • as verificações das regras de validação falharam
  • a entidade contém erros
  • o save foi abortado por um callback.

Usar isso pode ser útil quando você estiver realizando operações complexas no banco de dado sem monitoramento humano, por exemplo, dentro de uma tarefa de Shell.

Nota

Se você usar esse método em um controller, certifique-se de tratar a PersistenceFailedException que pode ser lançada.

Se você quiser rastrear a entidade que falhou ao salvar, você pode usar o método Cake\ORMException\PersistenceFailedException::getEntity():

try {
    $table->saveOrFail($entity);
} catch (\Cake\ORM\Exception\PersistenceFailedException $e) {
    echo $e->getEntity();
}

Como isso executa internamente uma chamada ao Cake\ORM\Table::save(), todos eventos de save correspondentes serão disparados.

Novo na versão 3.4.1.

Salvando Várias Entidades

Cake\ORM\Table::saveMany($entities, $options = [])

Usando esse método você pode salvar várias entidades atomicamente. $entities podem ser um array de entidades criadas usando newEntities() / patchEntities(). $options pode ter as mesmas opções aceitas por save():

$data = [
    [
        'title' => 'First post',
        'published' => 1
    ],
    [
        'title' => 'Second post',
        'published' => 1
    ],
];
$articles = TableRegistry::get('Articles');
$entities = $articles->newEntities($data);
$result = $articles->saveMany($entities);

O resultado será as entidades atualizadas em caso de sucesso ou false em caso de falha.

Novo na versão 3.2.8.

Atualização em Massa

Cake\ORM\Table::updateAll($fields, $conditions)

Pode haver momentos em que atualizar linhas individualmente não é eficiente ou necessária. Nesses casos, é mais eficiente usar uma atualização em massa para modificar várias linhas de uma vez só:

// Publique todos artigos não publicados
function publishAllUnpublished()
{
    $this->updateAll(
        ['published' => true], // fields
        ['published' => false]); // conditions
}

Se você precisa de atualização em massa e usar expressões SQL, você precisará usar um objeto de expressão como updateAll() usa prepared statements por baixo dos panos:

use Cake\Database\Expression\QueryExpression;

...

function incrementCounters()
{
    $expression = new QueryExpression('view_count = view_count + 1');
    $this->updateAll([$expression], ['published' => true]);
}

Uma atualização em massa será considera bem-sucedida se uma ou mais linhas forem atualizadas.

Aviso

updateAll não irá disparar os eventos beforeSave/afterSave. Se você precisa deles, primeiro carregue uma coleção de registros e então atualize eles.

updateAll() é apenas por conveniência. Você também pode usar essa interface mais flexível:

// Publique todos artigos não publicados.
function publishAllUnpublished()
{
    $this->query()
        ->update()
        ->set(['published' => true])
        ->where(['published' => false])
        ->execute();
}

Consulte também: Atualizando Dados.