Tutorial - Gerenciador de Conteúdo

Este tutorial irá orientá-lo através da criação de uma simples aplicação do tipo CMS. Para começar, nós iremos instalar o CakePHP, criar nosso banco de dados e construir um gerenciador de artigos.

Você vai precisar:

  1. Um servidor de banco de dados. Nós utilizaremos um servidor MySQL neste tutorial. Você precisará saber o suficiente de SQL para criar o banco de dados e executar trechos de SQL deste tutorial. O CakePHP cuidará de criar todas as queries que sua aplicação precisará. Considerando que estamos usando MySQL, confirme que você possui a extensão pdo_mysql habilitada no PHP.

  2. Conhecimento básico de PHP.

Antes de começar, verifique se você está usando uma versão atualizada do PHP:

php -v

Sua versão do PHP precisa ser no mínimo 7.2 (CLI) ou superior. A versão PHP do seu servidor web ta’bme precisa ser no mínimo 7.2 ou superior, e deve ser a mesma versão encontrada no terminal de comando (CLI).

Instalando CakePHP

A maneira mais fácil de instalar o CakePHP é usando Composer, um gerenciador de dependências para o PHP. Se trata de uma forma simples de instalar o CakePHP a partir de seu terminal ou prompt de comando. Primeiro, você precisa baixar e instalar o Composer, caso você já não o tenha. Se possuir instalado o programa cURL, basta executar o seguinte comando:

.. code-block:: bash

Você também pode baixar o arquivo composer.phar do site oficial do Composer.

Em seguida, basta digitar a seguinte linha de comando no seu terminal a partir do diretório onde se localiza o arquivo composer.phar para instalar o esqueleto da aplicação do CakePHP no diretório cms.

.. code-block:: bash

php composer.phar create-project –prefer-dist cakephp/app:4.* cms

Caso você tenha feito o download e executado o Instalador para Windows do Composer, então digite a linha abaixo no seu terminal de dentro do diretório de instalação (ex. C:\wamp\www\dev):

composer self-update && composer create-project --prefer-dist cakephp/app:4.* cms

A vantagem de usar o Composer é que ele irá completar automaticamente um conjunto importante de tarefas, como configurar corretamente as permissões de pastas e criar o config/app.php para você.

Há outras maneiras de instalar o CakePHP. Se você não puder ou não quiser usar o Composer, confira a seção Instalação.

Independentemente de como você baixou o CakePHP, uma vez que sua instalação for concluída, a estrutura dos diretórios deve ficar parecida com o seguinte:

/cms
  /bin
  /config
  /logs
  /plugins
  /resources
  /src
  /templates
  /tests
  /tmp
  /vendor
  /webroot
  .editorconfig
  .gitignore
  .htaccess
  .travis.yml
  composer.json
  index.php
  phpunit.xml.dist
  README.md

Agora pode ser um bom momento para aprender sobre como a estrutura de diretórios do CakePHP funciona: Confira a seção Estrutura de pastas do CakePHP.

Caso tenha dificuldades durante este tutorial, você pode ver o resultado final no GitHub.

Verificando sua Instalação

Podemos verificar rapidamente se nossa instalação está correta acessando a página inicial padrão. Mas antes de poder acessar, você precisa iniciar um servidor de desenvolvimento:

cd /path/to/our/app

bin/cake server

Nota

No Windows, o comando precisa ser bin\cake server (repare as barras invertidas).

Isso iniciará o servidor web embutido do PHP na porta 8765. Abra http://localhost:8765 no seu navegador web para ver a página de boas vindas. Todos os tópicos devem ter chapéus de chef verdes, exceto diz sobre o CakePHP estar apto a acessar seu banco de dados. Caso contrário, voc%e pode precisar instalar alguma extensão PHP ou definir permissão de diretórios.

A seguir, nós iremos construir o Banco de Dados e criar nosso primeiro modelo.